Escola em tempos de internet

A internet possibilitou uma aprendizagem social e instantânea, reforçando a ideia de mudança nos conteúdos e nas instrumentações pedagógicas O DIA Rio - Faz dias, um professor contou-me acerca de uma experiência que fizera com seus alunos, na ...

Seja o primeiro a comentar

MAIS DETALHES

Inclusão escolar: direito ou serviço?

Quando o ponto principal de toda a educação for a qualidade do trabalho pedagógico, poderá ser possível ver a inclusão como um direito materializado nas escolas O DIA Rio - As escolas particulares de Santa Catarina foram autorizadas a cobrar taxa extra no ...

Seja o primeiro a comentar

MAIS DETALHES

Uma gestão para a diversidade

  Uma gestão para a diversidade Publicado por Redação |  16 de fevereiro de 2016 ENSAIO | Edição 206  Com a aprovação da Lei Brasileira de Inclusão, instituições de ensino deverão eliminar todas as barreiras que levam à ...

Seja o primeiro a comentar

MAIS DETALHES

Volta às aulas no país das crises

Hoje, a escola deve ser um lugar de gestão social, na qual se vislumbram alternativas perante desafios e empecilhos   O DIA   Rio - O início de um período letivo proporciona sempre novas expectativas para pais, alunos e mestres. Entretanto, este ano, as ...

Seja o primeiro a comentar

MAIS DETALHES

Eugênio Cunha: Sucesso no Enem e na vida

30/01/2016 00:07:41   Os egressos das escolas públicas, que representam a maioria do alunado do Ensino Médio, passam a representar uma minoria no que tange ao acesso às universidades públicas  O DIA   Rio - Em tempos de Enem, é ...

Seja o primeiro a comentar

MAIS DETALHES

Eugênio Cunha: Valorizar o professor para alfabetizar

Rio - O Dia Mundial da Alfabetização é celebrado hoje. A data foi instituída pela ONU e pela Unesco com o propósito de promover a alfabetização no mundo e despertar a conscientização na comunidade internacional para um compromisso com a Educação. No Brasil, são ...

Seja o primeiro a comentar

MAIS DETALHES
Autismo na escola

Autismo na escola

As reformas ocorridas nas políticas de educação no Brasil nos últimos anos deram incontestável ênfase ao exercício docente, na perspectiva de ...

Mais sobre esse livro

COMPRAR O LIVRO

Afetividade na prática pedagógica

Afetividade na prática pedagógica

Pode não parecer científico falar sobre o amor. Pode não ser cientifico, mas é pertinente diante de uma sociedade carente de ideais. ...

Mais sobre esse livro

COMPRAR O LIVRO

Afeto e Aprendizagem

Afeto e Aprendizagem

O que é mais importante neste século: ensinar ou semear no educando o desejo de aprender? Decerto, quando semeamos o amor, ...

Mais sobre esse livro

COMPRAR O LIVRO

Autismo e Inclusão

Autismo e Inclusão

O autismo tem demandado estudos e indagações, permanecendo ainda desconhecido de grande parte dos educadores. O espectro possui diferentes níveis de ...

Mais sobre esse livro

COMPRAR O LIVRO

Práticas pedagógicas para inclusão e diversidade

Práticas pedagógicas para inclusão e diversidade

Este é um livro prático. Ele traz um olhar pedagógico sobre a diversidade discente, contemplando distintas necessidades educacionais ...

Mais sobre esse livro

COMPRAR O LIVRO

NOTÍCIAS

Unicamp: Suspeito de pichar ameaça de chacina e símbolo nazista foi aluno em três cursos e jubilado em 2017, diz reitor

Atos de vandalismo ocorreram em institutos de Campinas, na noite do dia 14. Rapaz de 30 anos foi detido pela polícia, nesta sexta-feira, e caso foi registrado como dano ao patrimônio público e ameaça. Suspeito de pichar ameaça de chacina e símbolo nazista foi aluno em três cursos na Unicamp O homem de 30 anos detido por suspeita de ter pichado ameaças de chacina e símbolo nazista em institutos da Unicamp foi aluno em três cursos da universidade ao longo de dez anos e jubilado no segundo semestre de 2017 de Engenharia de Computação, segundo o reitor, Marcelo Knobel. Os atos de vandalismo ocorreram na noite de terça-feira (14) e imagens da ação foram gravadas. De acordo com a Unicamp, o suspeito ingressou como aluno em 2008 para cursar estatística. Em seguida, desistiu da carreira e, no ano seguinte, foi aprovado para estudar Matemática Aplicada e Computacional. O rapaz também deixou esta vaga e, em 2011, começou a realizar o último curso registrado, mas no ano passado foi desligado por causa do fim do prazo para concluir a graduação. "Vemos com muita preocupação a ação em si, infelizmente não sei a motivação, mas ela provavelmente está conectada sim com polarização da sociedade, questões de racismo que são, na nossa opinião, complemente inaceitáveis" , afirmou Knobel O reitor da Unicamp, Marcelo Knobel Reprodução/EPTV O reitor confirmou que os atos de vandalismo foram no Instituto de Estudos da Linguagem (IEL), na Biblioteca Central, Instituto de Geociências e Instituto de Física. Todos os prédios ficam próximos e o rapaz, que não tinha bolsa, nunca foi atendido pelo serviço de apoio psiquiátrico da Unicamp. A Unicamp destacou que a segurança foi reforçada nos ambientes, há patrulha patrimonial 24 horas e ampliou divulgação sobre o "botão do pânico" para a comunidade interna, um aplicativo para celulares que permite comunicação direta com a equipe de vigilância interna. Investigações O suspeito foi detido pela manhã e levado ao 7º Distrito Policial, no distrito de Barão Geraldo, onde prestou depoimento. Para facilitar a identificação, imagens foram divulgadas pela universidade. Segundo o delegado responsável pelo caso, Cássio Vita Biazolli, o suspeito mora com a mãe, nunca trabalhou e desde a adolescência, segundo a própria família, tem diagnóstico de esquizofrenia. Ele já passou por tratamentos, mas há dez anos não se cuidava e a mãe diz que nos últimos meses ele teve mudanças no comportamento e passou a ficar mais retraído. A Polícia Civil informou que pedirá um exame de verificação de insanidade para que a saúde dele seja avaliada. "Se ele não tinha capacidade no momento, é isento de pena, mas fica sujeito à medida cautelar", explicou o delegado. Imagens No vídeo, ele aparece dentro da biblioteca com uma caneta vermelha na mão. Após tirá-la do bolso, faz movimentos que dão a entender que estaria escrevendo algo nas mesas. Ele ainda olha para a câmera e sai do prédio poucos minutos depois de cometer o ato de vandalismo. Suspeito na Biblioteca do IEL Reprodução/Unicamp A Polícia Civil registrou o crime como dano ao patrimônio público e ameaça. Entre as mensagens deixadas pelo autor, estão referências ao massacre de Columbine (EUA), em 1999, símbolos da suástica nazista e menções a um ataque: "Vai ter chacina", diz uma das mensagens. Mensagem deixada por vândalo remete ao massacre de Columbine, de 1999 Reprodução/IEL Veja mais notícias da região no G1 Campinas.

Gabaritos do Encceja 2018 já estão disponíveis

Provas foram aplicadas no dia 5 de agosto para mais de 900 mil candidatos. Os gabaritos da edição 2018 do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) já estão disponíveis para download no site oficial. Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), os arquivos foram publicados nesta sexta-feira (17). Veja o link para cada gabarito: Encceja do ensino fundamental - regular: Gabarito da prova de ciências naturais (pdf) Gabarito Encceja ensino fundamental: prova de ciências naturais Reprodução/Inep Gabarito da prova de história e geografia (pdf) Gabarito Encceja 2018 ensino fundamental: prova de história e geografia (caderno azul) Reprodução/Inep Gabarito da prova de língua portuguesa e estrangeira, artes, educação física e redação (pdf) Gabarito Encceja 2018 ensino fundamental: prova de língua portuguesa e estrangeira, artes, educação física e redação (caderno cinza) Reprodução/Inep Gabarito da prova de matemática (pdf) Gabarito Encceja 2018 ensino fundamental: prova de língua matemática (caderno amarelo) Reprodução/Inep Encceja do ensino médio - regular: Gabarito da prova de ciências humanas (pdf) Gabarito Encceja 2018 ensino médio: prova de ciências humanas (caderno azul) Reprodução/Inep Gabarito da prova de ciências da natureza (pdf) Gabarito Encceja 2018 ensino médio: prova de ciências da natureza (caderno rosa) Reprodução/Inep Gabarito da prova de linguagens (pdf) Gabarito Encceja 2018 ensino médio: prova de linguagens (caderno branco) Reprodução/Inep Gabarito da prova de matemática (pdf) Gabarito Encceja 2018 ensino médio: prova de matemática (caderno amarelo) Reprodução/Inep 53% de abstenção O Encceja foi aplicado em 5 de agosto e, segundo o Inep, de 1.695.607 pessoas inscritas, somente 906.123 compareceram para fazer as provas. Para os estudantes que se inscreveram para o exame de nível fundamental, a prova de redação foi sobre o tema "Possibilidades de uma alimentação segura para a população brasileira". Já para os estudantes do nível médio, o tema foi "Os riscos do trabalho noturno para a saúde do trabalhador". O que é o Encceja O exame oferece o certificado de conclusão do ensino médio e fundamental para pessoas que não tiveram oportunidade de concluir seus estudos na idade apropriada.

Polícia detém suspeito de pichar ameaça de chacina e símbolo nazista em institutos da Unicamp

Homem foi encontrado após ampla divulgação de imagens do circuito de segurança do IEL; identidade ainda não foi divulgada. Imagens do circuito de segurança da biblioteca do IEL identificam suspeito de vandalismo Reprodução/Unicamp A Polícia Civil de Campinas (SP) localizou na manhã desta sexta-feira (17) o suspeito de ter pichado ameaças de chacina e símbolo nazista em institutos da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) nesta semana. O homem presta depoimento no 7º DP, no distrito de Barão Geraldo, neste momento. Sua identidade ainda não foi divulgada, tampouco se o suspeito é estudante da universidade. De acordo com a Unicamp, a identificação foi feita após ampla divulgação das imagens do circuito interno de segurança da Biblioteca Antônio Cândido, do Instituto de Estudos da Linguagem (IEL). No vídeo, ele aparece dentro da biblioteca com uma caneta vermelha na mão. Após tirá-la do bolso, faz movimentos que dão a entender que estaria escrevendo algo nas mesas. Ele ainda olha para a câmera e sai do prédio poucos minutos depois de cometer o ato de vandalismo. Suspeito de pichar biblioteca do IEL aparece em imagens do circuito de segurança Reprodução/Unicamp A Polícia Civil registrou o crime como dano ao patrimônio público e ameaça. Entre as mensagens deixadas pelo autor, estão referências ao massacre de Columbine (EUA), em 1999, símbolos da suástica nazista e menções a um ataque: "Vai ter chacina", diz uma das mensagens. Mensagem deixada por vândalo remete ao massacre de Columbine, de 1999 Reprodução/IEL Outros institutos Banheiro do Instituto de Geociências também foi pichado Reprodução/IEL O crime aconteceu na noite de terça-feira (14). Além da biblioteca do IEL, banheiros do Instituto de Geociências (IG) e partes da Biblioteca Central (BC) e do Ciclo Básico (CB) amanheceram pichados na quarta-feira (15). Veja mais notícias da região no G1 Campinas.

GALERIA DE FOTOS

GALERIA DE VÍDEOS

A Clandevelop e uma agende web, voltada para desenvolvimento sites, sistemas web, identidade visual e muito mais.
Desenvolvido por
Clandevelop